Uma das pós-graduandas mais engajadas desta turma da especialidade em Naturopatia Quântica traz um relato muito especial para a sala de aula, o relato de alguém cuja experiência com a própria saúde impactou e muito nas próprias escolhas profissionais.

Rayssa Nardia foi diagnosticada com uma doença autoimune quando era mais jovem, e os médicos que procurou na época afirmavam que ela teria pouco tempo de vida. Nesse contexto, que poderia ser de desesperança e contentamento, mudanças de hábito, na alimentação e outras estratégias naturais fizeram toda a diferença na melhoria do quadro.

Os problemas de saúde que enfrentou e as experiências ruins que passou em ambientes hospitalares influenciaram em sua escolha pela biomedicina como graduação. Em sua concepção, quanto mais conhecer sobre anatomia, assim como sobre patógenos, melhor se está preparado para entender e lidar com a própria saúde. 

Mas é claro que a decisão por seguir carreira na biomedicina não tinha como motivação exclusiva os reflexos na consciência da própria saúde, Rayssa queria poder auxiliar no cuidado com a saúde de outras pessoas, e ela conta também que sempre teve a vontade de cursar uma graduação na área da saúde.

A Naturopatia entrou em sua vida porque ela sempre gostou de buscar alternativas na medicina natural, a forma mais presente de resultados positivos em sua boa saúde, que a propósito mudou muito, e não guarda mais sinais da doença autoimune que um dia a afetou tanto.

As terapias naturais integradas ao estilo de vida

Não se trata necessariamente de um tratamento em específico, as práticas naturais integradas ao cotidiano vêm auxiliar em diferentes frentes.

Rayssa tem muita consciência disso, a terapeuta holística em formação se utiliza da aromaterapia, de diferentes chás e de uma alimentação controlada.

Ela menciona especialmente o uso de chás no período menstrual, que auxiliam muito no controle de sintomas como a cólica, por exemplo.

Nas palavras dela, falando a partir das próprias experiências: “Por ser muito doentinha eu sofria muito em hospital, então eu acredito que, o que eu puder fazer para a pessoa ficar confortável, melhor. E, se tiver formas naturais para fazer isso, melhor ainda, porque na nossa medicina convencional a gente melhora  tomando um remédio de dor de cabeça, mas sobrecarrega o seu fígado, seu estômago.”

Microscopia pos naturopatia 31 1
Microscopia está entre as práticas da Pós em Naturopatia Quântica

Um olhar integrativo para a saúde

Ela conta também sobre uma experiência de estágio durante sua graduação: dentro de um hospital regional em Brasília, Rayssa contribuiu ativamente em uma pesquisa utilizando led terapia no tratamento de feridas em idosos diabéticos, com grandes evoluções nesses quadros.

A mãe da Rayssa também influenciou muito da sua visão e conhecimento sobre Naturopatia. Ela é profissional atuante da área da saúde, enquanto nutricionista e naturopata. Durante a segunda formação, Rayssa conta que acompanhou de perto os estudos da mãe, inclusive até brinca ser, ela mesma, naturopata sem o diploma.

Os objetivos  a partir da especialidade em Naturopatia

Mas Rayssa queria o diploma, e muito mais do que isso, as experiências que vêm com o estudo realmente aprofundado em Naturopatia Quântica.

Entrevistada durante o dia dedicado à vivência de Radiestesia, a biomédica falou um pouco sobre o quanto estava esperando pela prática utilizando pêndulos e testando o que ela só tinha noção na teoria:

“Mesmo eu tendo o aurímetro em casa, eu não tinha o pêndulo, então eu fiquei me perguntando se eu ia conseguir. E aqui, agora, principalmente nesse último exercício, que a gente confeccionou a pirâmide, perguntou e eu vi realmente o pêndulo funcionando, para mim foi surreal.”

Especialidade em Naturopatia

Ela não só já tem o aurímetro em casa – ferramenta também utilizada na Radiestesia – como tem contato frequente com as terapêuticas dentro da Naturopatia. Junto de sua mãe, ela auxilia nos tratamentos da nutrição aliada à Naturopatia.

Assim, poder ajudar ainda mais sua mãe, e consequentemente ajudar ainda mais as pessoas, é um de seus maiores objetivos a partir de sua especialização em Naturopatia. Inclusive menciona a oportunidade futura de realizar procedimentos que não condizem com a formação da mãe, como é o caso da extração de sangue para a realização da Microscopia.

“Não é possível, acho que é o destino”

Ao contrário do que possa parecer, não foi uma linha reta este direcionamento profissional. Apesar do brilho nos olhos da Rayssa para se dedicar ainda mais à Naturopatia, ela quase seguiu para outra especialidade, vendo na estética uma possibilidade mais rentável de atuação.

E pesquisando por cursos e referências na estética, todas as pessoas da área com os quais ela tinha contato recomendavam a mesma instituição. Então, olhando os cursos desta instituição, na procura pelo curso mais adequado para o que estava buscando, um curso em especial chamou sua atenção e se iluminou muito mais diante dos seus olhos: a Pós-Graduação em Naturopatia Quântica.

Para ela, isso parecia obra do destino. E, por mais que a estética seja uma área promissora, não é o que enche seu coração – algo que fica visível enquanto fala da Naturopatia, com empolgação e brilho nos olhos.

Hoje, Rayssa Nardia não tem sinais da doença que um dia foi motivo de uma sentença fatal. Acredita que teve sua cura e que tem o poder de auxiliar na cura de muitas outras pessoas, que pode oferecer amparo na prevenção de doenças e experiências muito mais reconfortantes do que a própria experiência em hospitais.

nepuga nepuga